.

.

Falling in love - Capitulo 2

"Filho da mãe"

Isso poderia ser uma lição? Que eu nunca tive que aprender, eu olhei para ela como uma bênção, e agora é só uma maldição -It's you




 SeuNome P.O.V'S


Acordei após ser sacudida de um lado pra outro por Clair. Ao abrir os olhos, percebi que ainda estava na sala, e logo lembrei de que havia cochilado após falar com minha mãe ao telefone. Clair me encarava.
Clair: SeuNome - Encarei-a ainda sonolenta- Preciso ir a uma boate, você vem? -Neguei. Sinceramente, como Clair tem disposição para passar a noite em balada, e depois, acordar cedo para ir trabalhar?- Tudo bem- Beijou minha testa- Até mais - Saiu porta a fora puxando seu vestido curto que teimava em subir-
Depois de alguns minutos, levantei-me e fui ao banheiro. Fui para baixo do chuveiro, deixando que a água quente levasse com ela todo o estresse do dia de hoje.

                                               [....]

Xingue o despertador mentalmente quando ouvi seu toque. Odiava trabalhar cedo, mas eu precisava muito desse trabalho para ajudar Clair a manter nossa casa.
Levantei ainda cambaleando e vendo tudo embaçado, mas não exitei em caminhar até meu armário. Escolhi uma saia preta, e uma blusa de cetim azul, e caminhei até o banheiro.
Depois de me vestir, arrumei meus cabelos rebeldes em um rabo de cavalo, deixando alguns fios soltos. Coloquei meu salto preto, e desci rapidamente as escadas.
O café da manha estava na mesa, mas não havia sinal de Clair, apenas um bilhete em cima da mesa.


" SeuNome, Não pude ficar para o café, desculpe. Tenha um belo dia.
                                                                                          Amo você, Clair"


Revirei os olhos.
Comi algumas torradas que não estavam muito queimadas, já que Clair não era boa na cozinha sempre queimava suas torradas, e tomei suco de maracujá.

                         
                                   [....]

Suspirei aliviada quando olhei o relógio e vi que faltava 20 minutos para meu horário de trabalho na empresa. Desci do carro sorridente, e fui caminhando até a porta, e meu sorriso desapareceu quando vi Collin parado ali, encarando-me, aposto que iria reclamar de algo.

Collin: Bom dia - Olhou o relógio e sorriu- Pelo visto, o transito colaborou hoje.
SeuNome: Colaborou bastante - Sorri-
Collin: Essa cor fica ótima em você - Sorriu-
SeuNome: Obrigada - Sorri envergonhada- Preciso entrar
Collin: Acompanho você - Collin deve estar louco-

Caminhamos pelos corredores da ampla empresa e Collin guiava-me com uma das mãos em minhas costas, e algumas pessoas estreitavam os olhos ao nos verem juntos, Collin deve ter algum desvio mental, ou algo assim.

Collin: Simon quer falar com você - Arregalei os olhos- Levo você até ele -Sorriu-

Aquilo estava muito estranho, muito mesmo. Collin nunca foi nada simpático comigo, porque ele queria ser simpático agora?.
Caminhamos em silencio até uma porta marrom, onde tinha o nome de Simon pendurado em uma plaquinha. Estremeci com a ideia de que talvez ele fosse me mandar embora por não ser uma boa secretária para Collin. Bati na porta, e pude ouvir uma voz grossa e forte gritar "Entra", e foi isso que fiz.
A sala era bem decorada, cores nudes, quadros e vasos chiques. Simon estava sentado, encarando-me.

Simon: Sente-se Miller. -Sua voz era autoritária, mas não deixei de obedecer- Bom dia.
SeuNome: Bom dia 
Simon: Vamos ao assunto. - Ele estava bem sério- Acompanho sempre a evolução e regressão de meus funcionários, e você não tem evoluído Srta.Miller -Droga- Está sempre atrasada. E eu não costumo admitir atrasos aqui. -Eu não sabia nem o que dizer- Preciso que passe a chegar no horário se quiser continuar aqui -Assenti- Caso contrário, demitirei você - Estremeci- Pode ir.

O desgraçado não me deu nem chance de falar algo, filho da mãe. Sai de sua sala ainda tremendo de nervoso, legal, agora teria que andar mais que na linha para continuar aqui. 

                                     
                                          [.....]


Senti um grande alivio quando abri a porta de casa. O trabalho tinha sido um porre, passei o dia marcando e desmarcando viagens e entrevistas de Collin. Odiava trabalhar naquele lugar, mas é o que tinha para mim.
Liguei a tv e me joguei no sofá. Queria tanto não precisar trabalhar naquele lugar.


                                       Continua...

--------------------------------------------------------------------------
Amores, esse capitulo ficou meio maçante, mas no próximo tem nosso amorzinho Harry uhuuuul. Beijos meus amores, até a próxima!


                                                                            Ariana.
                              

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário e que me motiva a continua as fanfic's, então deixe seu comentário elogiando, criticando, dando a sua opinião, que e muito importante para mim ^^