.

.

Falling in love - Capitulo 13

                                    " Canadá"





                                  Harry P.O.V'S

Eu dirigia pelas ruas de Londres, ouvindo John Mayer, e tentando me concentrar na estrada, mas tenho que confessar que era um pouco difícil, SeuNome usava um perfume doce, que me atraía muito, e estava muito produzida, o que tem de megera, tem de bonita. Permiti-me olhar para ela algumas vezes, e me veio em mente o contrato, ela só está aqui por dinheiro, e isso me deixava desconfortável. Agradeci por ela estar tão quieta, porque sempre que nos vemos, ela me trata com uma tremenda ignorância, e eu à abomino, e abomino mais ainda sua ignorância sem necessidade. Dei uma olhada de canto de olho para ela, e ela viu.

SeuNome: Ta olhando o quê? - Perguntou irritada -
Eu: Sua cara de idiota - Ela bufou-
SeuNome: Só espero que isso acabe logo.
Eu: Para por a mão no dinheiro - Murmurei para mim mesmo, mas pela cara que ela fez, deve ter escutado-
SeuNome: Para não olhar mais na sua cara - Sorriu irônica-
Eu: Sei - Disse enquanto terminava de estacionar na frente do cinema - Está pronta?
SeuNome: Não - Dava para ver que estava nervosa-
Eu: Ótimo - Sorri irônico -

Sai do carro, e fui rapidamente a outra porta do carro, e a abri para SeuNome. SeuNome me olhava ansiosa, mas não disse nada. Sussurrei um "Boa sorte" para ela.
Caminhávamos de vagar para a entrada do cinema, enquanto cogitava em minha mente pegar ou não em sua mão. Talvez eu devesse pegar para parecer mais convincente, mas morria de medo dela cortar minha mão e jogar fora. Um pouco ainda confuso, entrelacei minha mão à dela, ela estremeceu com meu toque, e eu senti um choque percorrer meu corpo inteiro, ela suspirou forte, mas como antes, permaneceu calada.
Na área da bilheteria lotada, os olhares se direcionaram a mim e a SeuNome, algumas pessoas tentavam tirar algumas fotos nossa sem serem notadas, mas é claro que eu notei. SeuNome tremia ao meu lado, qual é, não é tão difícil assim. Agradeci a Simon pelos ingressos, assim não enfrentaríamos a enorme fila. Mas eu precisava comprar pipoca.

Eu: Espere aqui, vou comprar pipoca -Ela assentiu-

Deixei SeuNome em um local menos cheio, e fui a fila da pipoca. Seus olhos verdes estavam brilhantes e arregalados com tantos olhares em cima de si enquanto ela analisava o local. Parecia um passarinho fora de seu ninho, e eu gostava disso, pelo menos assim, sua boca atrevida estava calada.

Atendente1: Olá, o que deseja? -Ela sorriu-
Eu: Duas pipocas grandes, uma fanta laranja, um guaraná, e... -Olhei para SeuNome, que agora estava mais distraída que antes- Duas barras de chocolate branco.
Atendente1: Ok, um minuto -Assenti-

Ela me entregou a sacola com meus pedidos, e uma notinha. 40 reais, nada mal. Passei-lhe uma nota de 50, deixando o resto para ela, ela sorriu agradecida, e eu voltei para onde SeuNome estava.

Eu: Venha, vamos entrar - Passei meu braço em seus ombros, e a conduzi até a sala de cinema-
Sentamos nas cadeiras 11 e 12, perto de 2 meninos, com no máximo 11 anos de idade, que conversavam o tempo todo, e que já estava deixando SeuNome irritada.

Menino1: Caramba, esse esquilo só ferra tudo -Comentou o menino com seu amigo-
Menino2: Ele não devia ser um esquilo, devia ser uma anta -Eles riram-
SeuNome: Da pra calarem a merda da boca? -Falou irritada com os meninos-
Eu: Relaxa SeuNome. - Não queria que ela fizesse um barraco no meio do cinema-
Menino1: Você é uma chata - Deu dedo do meio para SeuNome-
SeuNome: Eu vou quebrar seu dedo - Ela murmurou para o menino, que se calou na hora-

Os meninos se calaram, e assim, pudemos assistir nosso filme em paz.
Quando o filme acabou, percebi que tinha sido bom, SeuNome riu bastante, as vezes ela imitava um porco sem querer de tanto que ria, o que me deixava assustado as vezes.
Saímos da sala de cinema de mãos dadas, e caminhamos até o estacionamento. SeuNome se acomodou no carro, enquanto eu me prolonguei do lado de fora tirando fotos e conversando com algumas fãs que apareceram. Depois, me despedi das meninas, e fui para o carro.
Decidi não colocar música, não queria ouvir nada no momento, e deixei então o silencio reinar, sendo interrompido apenas pela respiração leve de SeuNome.
Não pude deixar de notar o carro preto atrás de nós durante todo o percurso, e nem deixar de notar que ele parou uma rua antes da de SeuNome. Paparazzi não perde tempo mesmo.
Sai do carro, e abri a porta para SeuNome, depois, sentei-me no capô do carro, dando um bom ângulo de foto ao fotografo, logo SeuNome parou em minha frente.

SeuNome: Posso voltar ao meu mundo? - Ela estava séria-
Eu: Claro meu bem - Ela não disse nada, apenas se virou para entrar -

Anda Harry, de a eles o que eles querem.
Dei um passo para frente, e puxei SeuNome pelo braço, colando seu corpo ao meu, ela pareceu confusa, mas novamente não disse nada, então juntei meus lábios aos dela, eu ia aprofundar mais o beijo para parecer mais verdadeiro, mas não quis correr o risco de levar um chute nas partes baixos. Depois do que pareceu ser uma eternidade, eu a soltei.

Eu: Até mais -Sussurrei-

Sorri vitorioso enquanto a vi entrar em casa cambaleando, e ainda confusa.


                                   SeuNome P.O.V'S


Entrei em casa chutando os sapatos de salto para longe, e agradecendo aos céus por aquilo ter acabado. Preciso dizer que odiei ser o centro das atenções? Espero que das outras vezes não seja assim ou estarei ferrada. Caminhei até o banheiro rapidamente, e me despi, entrei no chuveiro, tirando todos os vestígios da noite. Não tinha sido tão ruim como pensei que seria, mas não foi algo muito confortável, estar na companhia de alguém por dinheiro, não é uma coisa muito agradável. Me enrolei na toalha e fui para meu quarto. Coloquei um moletom, e me joguei na cama, procurando apenas o alivio de um sono calmo.


                                             [...]

Acordei um pouco mais disposta, sentindo um pouco de fome, e um pouco mais de animação por ir ver Clair. Tomei meu café cantarolando, assoviando e rindo de tudo, quem me visse assim, acharia que eu estava drogada.
Arrumei-me rapidamente, pensando que quanto mais cedo eu chegasse, mais tempo teria com Clair.
Rodei as chaves do carro entre os dedos enquanto caminhava pelos enormes corredores do hospital. Ao entrar no quarto de Clair, vi ela rindo junto aos seus pais, o que automaticamente me fez sorrir.

Clair: SeuNome - Seus olhos se iluminaram-
SeuNome: Olá - Me aproximei e beijei sua testa-
Clair: Tenho duas ótimas noticias - Sorriu-
SeuNome: Conte-me - Sua alegria era contagiante -
Clair: Vou ter alta hoje a tarde - Meu sorriso se ampliou -
SeuNome: Isso é ótimo! - Foi a vez do sorriso de Clair aumentar- E a outra?
Clair: Meus pais conseguiram uma vaga para mim no Hospital Central do Canadá - Ela parecia muito animada com a ideia, mas meu sorriso se desfez- O que foi?
SeuNome: Você vai embora? - Seu sorriso se desfez-
Lize: Ela vai voltar SeuNome - Ela sorriu ternamente - Queremos ficar perto de Clair.
Will: Temos que cuidar da nossa filhar meu bem - Lize concordou com ele -
SeuNome: Quando pretendem ir? - Perguntei ainda surpresa -
Lize: Amanha cedo - Ela sorriu -
SeuNome: O QUE? - Não pude evitar um grito - É muito cedo.
Will: Ligamos ontem para o hospital, eles disseram que poderiam segurar a vaga até depois de amanha.
SeuNome: Como vão pagar o tratamento? - Eles se entreolharam-
Will: Venderemos o carro, a fazendo, e o que precisar.
Lize: Daremos um jeito - Will concordou-
SeuNome: Nem pensar - Eles arregalaram os olhos - Já falei para Clair, e falarei para vocês, eu pagarei o tratamento.
Lize: Não acho que seja algo barato - Sussurrou-
SeuNome: Não importa, eu vou pagar - Por isso aceitei namorar um idiota - Mas tem uma condição.
Will: Diga. - Ele pareceu ansioso -
SeuNome: Quero Clair de volta assim que der.
Lize: Com certeza!


Sorrimos ternamente uns para os outros, deixando assim, o assunto de lado.


----------------------------------------------------------
Olá meus amores!! Como vão? Estou ótima.
Bom, demorei um pouco, mas cá estou eu. Já tenho outro capitulo pronto, só falta passa-lo para o computador, e corrigir algumas coisas, então, não devo demorar muito, mas não darei certeza quanto ao tempo que o outro capitulo levara para ser postado, mas deixo aqui meu até logo. Beijocas, até a próxima.


                                                                      Ariana.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário e que me motiva a continua as fanfic's, então deixe seu comentário elogiando, criticando, dando a sua opinião, que e muito importante para mim ^^